• Início
  • Blog
  • Marca
  • Posicionamento: a batalha pelo mercado começa no nome da sua marca

Posicionamento: a batalha pelo mercado começa no nome da sua marca

O título deste post é inspirado em um dos livros fundamentais para quem estuda marketing. Posicionamento. A Batalha por Sua Mente é um primeiro passo para você que ainda está buscando pelo nome ideal para suas marcas, sejam elas de serviços, produtos, empresas ou, até mesmo, o nome de alguém.

O título em português foi lançado no Brasil em 2009. Você pode encontrá-lo neste link: Posicionamento. A Batalha por Sua Mente.

A seguir, vamos falar um pouco sobre essa tarefa de encontrar o nome perfeito.

Posicionamento: a cabeça do consumidor

Posicionamento: o poder do nome

O livro de Al Ries e Jack Trout traz premissas relevantes sobre como criar um nome para sua marca. Uma delas é a análise sobre como a palavra se comporta na mente do cliente. Nomes que não dizem nada tendem a ter pouca adesão e lembrança. Enquanto isso, marcas que entregam características sobre o que representam tendem a ser lembradas com maior facilidade.

Nesse quesito, os autores dão exemplos de marcas como o xampu Head and Shoulders (Cabeça e Ombros), a loção Intensive Care (Cuidado Intenso) e o creme dental Close Up (Primeiro Plano).

Para pessoas públicas ou pequenas empresas

Seu posicionamento começa no nome.

Se no passado tínhamos poucas marcas disputando espaços entre si. Hoje, a concorrência é feroz. Sendo assim, quando desenvolvemos um nome forte, que tem musculatura para trafegar no segmento dizendo ao que veio, conseguimos a tão desejada relevância.

É normal que o nome escolhido, vez ou outra, passe por dificuldades. Para tentar reduzir os danos ao máximo, confira as dicas da VENDA Consultoria para chegar ao nome perfeito.

Dicas da VENDA para a criação do nome

1. Não reinvente a roda! Se o mercado desejado já existe, liste todos os nomes do segmento ou nicho. Assim, você terá um cenário mais claro sobre os concorrentes em questão.

2. É um produto regional? Entenda as fraquezas e virtudes do sotaque em questão. O entendimento do nome no literal “boca a boca” fará toda a diferença na hora de procurar nas lojas ou digitar corretamente o nome no Google.

3. Veja se o segmento em questão permite ou não a entrada de produtos com nomes inventados. Certas vezes, a invenção parece tudo menos o que você quer.

4. Não se apaixone por suas ideias. Um dos erros mais tolos dos empreendedores é amar suas criações que não produzem resultados. Se muitas pessoas torcerem o nariz para o nome ao mesmo tempo, talvez o problema esteja com você. Orgulho não traz resultados.

5. O nome não é tudo. Se o produto/serviço não for entregue como o prometido, a facilidade de memorizar o nome será uma vilã. E todos vão lembrar do fracasso na primeira sílaba.

Agora, mãos à obra!